You are currently browsing the monthly archive for março 2010.

Aqui se faz
aqui se apaga

Anúncios

Há Deus na poesia
como há milagres
Há Deus
como há saudades
Adeus, entrego minha poesia

DAS UTOPIAS

Se as coisas são inatingíveis… ora!
Não é motivo para não querê-las…
Que tristes os caminhos, se não fora
A mágica presença das estrelas!

(Mario Quintana)

Não conseguir fazer o que se quer
sequer o que se consegue fazer
na luta diária, diário de lutas
um dia essa fúria acalmar-se-á

De tudo o que lutei, restará o luto
do bruto saíra o diamante, da pepita,
o ouro, do agora em diante brilhará

A angústia, o medo, o tédio, o fruto
disso tudo, fala e não diz tudo
destoa de tudo o que se costuma falar

Em vez do distúrbio, alguém disse
Não se turbe e não se esqueça
que a esperança não vem de você
e sim de alguém que a costuma semear

Bons poetas cultivam o bigode

Helvio Henrique de Campos é formado em História, funcionário público e poeta (pura pretensão), residente na fria Guarapuava no Estado do Paraná. Ama e é amado por Emilie, sua linda esposa e resolveu publicar suas idéias poéticas...

Premiado com a bolsa Funarte de criação literária/2009.

Comentários

helviocampos em
ovictorpereira em
Paulo em
Neusa Maria de Azeve… em à Emilie
Julio em Revista Continnum

Digite seu endereço de e-mail para receber notificações de conteúdo novo no blog.

Junte-se a 7 outros seguidores

Tivemos

  • 4,231 leituras

twitter

Creative Commons License
Todo o conteúdo autoral deste blog é licenciado por uma licensa Creative Commons.