You are currently browsing the monthly archive for julho 2011.

Pra quê saber dos galardões antes do tempo
e roubar a surpresa?
Pra quê servem os presentes?
Pra quem são?
Pra mim,
ou para que o tempo pare?

E a lembrança apenas seja e nunca passe.

Anúncios

É tão difícil rasgar a pele deste meu mundo, a crosta terrestre da minha superfície e ficar com o coração na mão…

Bons poetas cultivam o bigode

Helvio Henrique de Campos é formado em História, funcionário público e poeta (pura pretensão), residente na fria Guarapuava no Estado do Paraná. Ama e é amado por Emilie, sua linda esposa e resolveu publicar suas idéias poéticas...

Premiado com a bolsa Funarte de criação literária/2009.

Comentários

helviocampos em
ovictorpereira em
Paulo em
Neusa Maria de Azeve… em à Emilie
Julio em Revista Continnum

Digite seu endereço de e-mail para receber notificações de conteúdo novo no blog.

Junte-se a 7 outros seguidores

Tivemos

  • 4,231 leituras

twitter

Creative Commons License
Todo o conteúdo autoral deste blog é licenciado por uma licensa Creative Commons.